Esporte

Brasileirão: Inter vence o América-MG por 3 a 1, no Beira-Rio

Outubro 14 / 2021

No embalo de Patrick, o Inter superou o América-MG, em partida da 26ª rodada do Brasileirão, por 3 a 1, gols do Pantera, duas vezes, e de Yuri, mais novo artilheiro do Nacional.

Com o resultado, o Inter, que segue na sétima colocação, chega aos 39 pontos no Brasileiro, um a menos do que Corinthians e Palmeiras, respectivos sexto e quinto colocados. No próximo domingo (17), o Clube do Povo visita exatamente o Porco, a partir das 16h, pela 27ª rodada do Nacional.

Na falta de espaços, os detalhes definem

Vagner Mancini, técnico do América-MG, certamente estudou com afinco os méritos que levaram o Inter a golear a Chapecoense na rodada passada. Atento ao tradicional ímpeto colorado nos movimentos que iniciam cada partida disputada no Beira-Rio, o Coelho cozinhou o primeiro terço de partida, apostando na individualidade de Ademir para acumular faltas e escanteios no corredor direito de seu ataque. Diante da escassez de espaços, coube ao Clube do Povo agir com velocidade.

Com a mão, Lucas Kal, na intermediária esquerda do ataque colorado, interceptou passe de Dourado. Assinalada pelo árbitro, a falta foi rapidamente cobrada pelo camisa 13 do Clube do Povo, que percebeu Patrick com enorme espaço. Na entrada da área, o Pantera nem deixou a bola quicar e, de imediato, emendou lindo voleio, indefensável para Cavichioli. Golaço, mas que pouco imperou como único do placar.

Na saída de bola, o América-MG chegou com força pela esquerda e, tirando proveito de corte incompleto da zaga colorada, empatou com Ademir. O gol, segundo da noite, foi também o último do primeiro tempo, que seguiu marcado pela compactação defensiva visitante e os poucos arremates perigosos do Internacional. Desses, o mais destacado saiu dos pés de Yuri, mas foi seguramente encaixado pelo arqueiro.

Beira-Rio e linha de frente fazem a diferença

Com dores, Lindoso precisou ser sacado no retorno do intervalo. Em seu lugar, entrou Johnny, que armou a primeira grande trama do Inter na etapa final, finalizada por Yuri, mas defendida por Cavichioli. O lance acendeu de vez os mais de nove mil colorados e coloradas presentes nas arquibancadas do Beira-Rio, que empurraram o Inter para cima da equipe visitante. A pressão de time e torcida, como de costume no Gigante, pouco custou para fazer efeito, e foi coroada por gol do grande nome da noite.

Com dores e prestes a ser sacado, Mauricio recebeu com espaço pela meia-direita. O vazio a ele oferecido, talvez, fosse consequência de soberba da defesa do Coelho, que subestimou a capacidade do atleta em contribuir para o jogo. Decisivo como de costume, o camisa 27 levantou na medida para Patrick, o Pantera Negra do Beira-Rio, transformar de vez o Gigante em Wakanda. De casquinha, o super-herói antecipou a saída do goleiro da meta e mandou para as redes, que balançaram no mesmo ritmo da torcida vermelha.

Invicto há oito jogos e dono da terceira melhor campanha do returno, o América-MG se mandou para o ataque diante da desvantagem. Dois centroavantes e outra dupla de armadores entraram em campo, denotando a evidente sede mineira pelo empate. A postura, contudo, teve como consequência a oferta dos antes raros espaços para o ataque vermelho, devidamente explorados por Yuri e Caio aos 44. O 11 serviu o dono da 47, que finalizou para milagre do goleiro. Após explodir no poste, a bola se ofereceu para o artilheiro do Brasileirão, que marcou seu 11º no torneio, terceiro do Clube do Povo na noite, último da quarta-feira!

(Fonte e Foto: Internacional/Ricardo Duarte). 

Compartilhe esta notícia em suas redes sociais