Política

Relatório aponta para prosseguimento da investigação das denúncias contra Ruy Irrigaray

Maio 06 / 2021

Em reunião extraordinária na tarde desta quarta-feira (6), o corregedor da Comissão de Ética, Tiago Simon (MDB), apresentou o relatório sobre denúncias envolvendo o deputado Ruy Irigaray (PSL). Em reportagem veiculada pelo programa Fantástico, da Rede Globo, em 14 de fevereiro, o parlamentar foi acusado por ex-assessoras de utilizar mão-de-obra de servidores vinculados ao seu gabinete parlamentar na reforma de um imóvel e em tarefas domésticas, solicitar parte dos salários de funcionários, prática conhecida como rachadinha, e atacar desafetos por meio de perfis falsos nas redes sociais. O parecer do corregedor foi pelo prosseguimento das investigações, que se dará por meio de uma subcomissão processante.

Depois de ouvir as denunciantes, o parlamentar acusado e examinar fotos, vídeos, áudios e mensagens, o corregedor concluiu que os elementos são suficientes para embasar a continuidade do processo e aprofundar as investigações. De acordo com o relatório, ''uma vez demonstrado que o denunciante incorreu em conduta indecorosa'', houve abuso de prerrogativas ou percepção de vantagens indevidas, poderá haver perda do mandato, como determina o artigo 45 do Código de Ética Parlamentar.


Subcomissão processante

O processo de análise das denúncias, a partir de agora, será conduzido por uma comissão processante, integrada pelos deputados Beto Fantinel (MDB), Mateus Wesp (PSDB) e Dalciso Oliveira (PSB), eleitos logo depois da leitura do relatório. Segundo o presidente da Comissão de Ética, Fernando Marroni (PT), o primeiro passo da subcomissão, que tem o papel de instruir o processo, determinar as diligências e  assegurar a ampla defesa do acusado,  será escolher o relator, o revisor e o vogal entre seus integrantes.

O deputado Ruy Irrigaray acompanhou a reunião extraordinária, que ocorreu de forma remota. A Comissão de Ética é integrada pelas deputadas Juliana Brizola (PDT) e Fran Somensi (Republicanos) e pelos deputados Fernando Marroni (PT), Aloísio Classmann (PTB), Tiago Simon (MDB), Beto Fantinel (MDB), Mateus Wesp (PSDB), Edegar Pretto (PT), Capitão Macedo (PSL), Fábio Ostermann (NOVO), Sérgio Turra (PP) e Dalciso Oliveira (PSB).

(Fonte: Agência de Notícias AL).


Publicado por: Ana Maria Leal E-mail: anamaria@gazeta670.com.br
Compartilhe esta notícia em suas redes sociais