Coluna Circulando e a política atual.

Enquanto isso...

Ana Maria Leal
Novembro 23/ 2021

Várias pessoas já haviam comentado comigo sobre o quanto o vereador Deninson (Diny) da Costa tem facilidade em circular por ambientes políticos que não sejam o seu.

Verdade seja dita: é isso mesmo.

''Candidato a candidato'' a deputado estadual pelo MDB nas eleições do ano que vem, já foi visto no gabinete de vereadores de outros partidos que não são da base do governo buscando apoio para uma futura campanha.

Não importa a sigla, muito menos se na câmara estamos falando de alguns políticos que pensam e votam diferente dele.

Prova disso foi essa conversa acima que registrei na sessão desta semana (22/11). 

Foi no intervalo entre a sessão solene e a sessão semanal.

Da esquerda para a direita: (Valdoir de Lima querendo entrar na roda),  Gilnei Jarré, presidente do PSDB de Carazinho, Diny, Sergio Cornélio (assessor de gabinete do vereador emedebista), Adriel Machado (PSDB) e Bruno Berté (PDT).

Já vi, nesses anos cobrindo a área, político evitando ficar perto de oponentes - e até de apertar a mão - devido ao tamanho do ranço alimentado ao longo dos tempos.

Não é o caso aqui.

E está certíssimo, afinal, o outro emedebista que quer a vaga para concorrer no ano que vem à mesma cadeira cobiçada por Diny é Celso Morais, que estava na sessão, e apesar de ter chegado há menos tempo no partido, é tido por muitos como o nome mais indicado para ser escolhido na futura convenção, que deve ocorrer daqui a cinco meses. 

E o tempo passa voando.










Compartilhe esta coluna em suas redes sociais