Expodireto

Na Expodireto, Governador participa de assinaturas de financiamentos para o agronegócio

Jornalista Gazeta
Março 02 / 2020

Com a presença do governador Eduardo Leite, da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, foi assinada a primeira linha de crédito do Banco do Brasil com agricultores gaúchos que aderiram ao Programa Estadual de Produção e Qualidade do Milho (Pró-Milho RS).

A cerimônia, realizada nesta segunda-feira (2/3), primeiro dia da 21ª Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque, também contou com a presença do superintendente do Banco do Brasil no Rio Grande do Sul, Everton Kapfenberger.

Os produtores rurais José Artur Bortolini e Roberto Bertolini, do município de Getúlio Vargas, assinaram o contrato de aquisição de um pivô para a irrigação de uma área de 30 hectares de milho.

Durante a solenidade, o governador destacou a relevância do Pró-Milho RS frente a um cenário de estiagem vivido pelos produtores rurais gaúchos. ''O programa atua em três frentes: produção, qualidade e crédito e comercialização. Em todas elas precisamos de parcerias com as instituições financeiras para poder disponibilizar os recursos com agilidade, possibilitando a irrigação para que tenhamos a redução dos transtornos causados pelas alterações climáticas'', disse Leite.

O Pró-Milho RS é um programa do Governo do Estado que visa aumentar a produção de milho, tornando o Rio Grande do Sul autossufuciente no cereal. O programa foi lançado pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) no dia 7 de fevereiro, durante a 9ª Abertura da Colheita do Milho, que ocorreu em Chiapetta, na região Noroeste.


BRDE e cooperativas assinam contratos de financiamento


O governador também acompanhou a assinatura de três termos de contrato de cooperativas do setor agropecuário com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que foi representado no ato pelo seu vice-presidente, Luiz Corrêa Noronha.

A Três Tentos Agroindustrial celebrou a contratação de um financiamento no valor de R$ 51 milhões, que serão investidos na indústria de biodiesel. A Creral Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento firmou o financiamento de R$ 30 milhões. O foco é a produção de energia através da queima de Casca de arroz.

Por fim, o banco oficializou com a Coprel Cooperativa de Energia o financiamento de R$ 6 milhões, que servirá para a implementação da rede trifásica no meio rural.


(Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini).



Compartilhe esta notícia em suas redes sociais