Coluna Circulando e a política atual.

Indicação.

Ana Maria Leal
Agosto 07/ 2020

Flávio Luiz Lammel (PTB) foi indicado pelo governador Eduardo Leite para o cargo de diretor do Badesul Desenvolvimento - Agência de Fomento.

Seu nome, com outras indicações para a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e do Banrisul, passaram nesta semana pela Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle da Assembleia Legislativa.

O PTB de Lammel é aliado do governo, o partido do vice-governador, Ranolfo Vieira Jr.

Aceitando o cargo, Lammel fica automaticamente de fora das eleições municipais deste ano.

Por dois motivos: devido à lei das estatais que implica em não ter políticos em funções como essa, e porque vai assumir justamente quando os pré-candidatos devem se desincompatibilizar de cargos públicos.

Havia rumores de que poderia concorrer à prefeitura de Vitor Graeff, cidade onde começou sua trajetória politica.

Dos deputados da comissão, um total de 12 membros da comissão de Finanças que votaram nos nomes apresentados pelo governbador, Lammel não teve apenas o voto do deputado estadual Giuseppe Riesgo (Novo).

Riesgo argumentou que é um perfil político para ocupação de um cargo técnico em um banco público, e por isso, votou contra.

Para a Gazeta, Lammel disse que viu o voto com tranquilidade.

''Fui prefeito, presidente da Famurs, da AGM, diretor administrativo e financeiro da Telebras, me considero habilitado para isso, não tenho nenhum problema com relação a esse voto''.

A tramitação para que possa assumir inclui a votação em plenário da Assembleia Legislativa na próxima quarta-feira, dia 12, e se aprovada, a indicação vai para o Banco Central, para análise das suas atividades exercidas durante a vida, e, a partir daí, se aprovado, Lammel terá o nome levado para validação no conselho do Badesul.

Tudo transcorrendo ok, a previsão é de que assuma no final de setembro, início de outubro.

O Badesul, agência de fomento vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, busca promover o desenvolvimento econômico e social do Rio Grande do Sul, oferecendo consultorias e um conjunto de soluções financeiras de longo prazo para projetos do setor público, de empresas privadas e de produtores rurais.

Não é banco de varejo, não tem agências, tem uma sede em Porto Alegre e uma carteira de credito expressiva, em torno de R$ 2 bilhões já emprestado a empresas do Rio Grande do Sul, com longo prazo.

''Como diretor de operações quero auxiliar crescimento e geração de emprego, espero que os empresários de Carazinho e região tenham projetos para o Badesul, pois queremos a geração de renda especialmente da nossa região Norte do estado''.

Lammel é conhecido dos carazinhenses pois quando era do PDT e concorreu a deputado estadual, somando mais de 30 mil votos, ficando suplente, teve grande apoio local principalmente dos três vereadores do PDT à época: Anselmo Britzke (Gauchinho), Alaor Tomaz e Gian Pedroso, e do ex-prefeito José Luis Espanhol, que aparecem com ele (da esquerda para a direita) nesta foto de 2014 que resgatei para o Circulando.




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais