Coluna Circulando e a política atual.

Descumpriu: multa.

Ana Maria Leal
Fevereiro 25/ 2021

Quem descumprir em Carazinho as regras estabelecidas nos decretos, municipal ou estadual, referente ao enfrentamento ao novo coronavírus vai sentir no bolso.

É o que prevê projeto protocolado na câmara de vereadores nesta quinta-feira (26) pelo presidente da casa, Tenente Costa (MDB), e sobre o qual ele falou em entrevista para a Gazeta nesta quinta-feira (25).

Segundo ele a proposta segue os  moldes de outros municípios do estado que tomaram a mesma atitude, e o projeto está aberto para os demais vereadores que quiserem assinar.

''Estamos prevendo algumas multas, repassar poder de polícia administrativa aos agentes municipais de fiscalização, para que, ao se depararem com situações de aglomerações, na via pública ou estabelecimento, contrariando o decreto estadual ou municipal, possam emitir auto de infração administrativa, estipulando multa, seja pessoa física ou jurídica, que não respeitem questões previstas nos decretos''.

O projeto foi protocolado nesta quinta em tempo de ser lido em plenário na sessão ordinária da próxima segunda-feira, dia 1º de março, já que o recesso termina nesta sexta.

''Sendo lido na segunda-feira inicia a tramitação, semana que vem vai para as comissões, para ter pareceres jurídicos e das comissões de interesses difusos e de justiça, e na outra segunda, colocar em votação, em caráter de urgência urgentíssima. Já passou do tempo de começar a responsabilizar essas pessoas que não tem preocupação com a própria vida nem com a dos outros''.

Tenente Costa falou também sobre a sessão do dia 1º.

Os vereadores estarão no plenário mas sem a presença do público, em razão da pandemia.

Quem quiser poderá acompanhar a transmissão em áudio pelas redes sociais do legislativo.

Porém, informou que está cada vez mais perto o momento em que as sessões poderão ser vistas, além de ouvidas: será lançado nesta sexta-feira o edital para renovação do que for necessário para informatizar a câmara a fim de que as transmissões sejam em áudio e vídeo.

Dependendo da resposta ao edital, estima que isso possa ocorrer ainda em março.




Compartilhe esta coluna em suas redes sociais